Deixe de lado os fantasmas e peças conceito que nunca poderiam de fato rolar na vida real. Também não é sobre ter virais, grandes plataformas de user generated content, webséries, ações para ongs defendendo alguma causa ou qualquer outro formato ou cliente específico. O que vamos falar aqui é de uma necessidade que até o Google já reconheceu e que o Brasil ainda tem muito que avançar. Precisamos conversar sobre o valor de projetos paralelos para o mercado criativo.

Na internet você encontra de tudo. Basta digitar o tema e milhares de resultados aparecem em segundos. Mas você conhece realmente a confiabilidade da fonte e a qualidade do material encontrado? É necessário um trabalho de curadoria criterioso para evitar ruídos nas mensagens finais. E este será o nosso papel: entregar a você uma mensagem clara, aprofundada e sem ruídos.