netflix-tablet

Netflix e a importância de entender seu público

Não é de hoje que a Netflix dá uma aula de monitoramento e conhecimento aprofundado do seu público. Nem precisamos falar sobre sua coleta de dados, suas sugestões de filmes / programas / séries quando você não sabe o que assistir, o conteúdo exclusivo que produzem e mais uma série de detalhes, não é mesmo?

Desta vez, eles divulgaram uma matéria com dados interessantes e curiosos: você sabe quando você se torna um fã, daqueles “socorro, eu amo esta série, vou morrer, preciso ver todos os episódios de uma vez”? O Netflix sim! Não bastasse isso, também conseguem interpretar qual país gosta mais de determinado gênero.

Enquanto na TV nós ainda temos que esperar uma semana para assistir a um novo episódio, no Netlifix temos a temporada toda de uma vez, para assistir quantos episódios quisermos, no nosso tempo. Além de agradar mais aos fãs, também torna possível medir não apenas a “audiência” da série, mas exatamente qual episódio realmente fez o público se tornar um fã, podendo entender verdadeiramente a ‘essência’, o que fez o público se encantar por ela.

Uma análise com 16 mercados diferentes, entre eles EUA, Brasil e Austrália, mostrou 2 fatos importantes:

– Ao contrário do que o formato da TV acredita, o episódio piloto não é (nem de perto) o que determina se a série terá sucesso ou não
– Cada país tem seu perfil: gênero preferido e tempo médio para realmente gostar de uma nova série.

E este é o ponto que eu quero mais discutir: a grande diferença que faz entender seu público, acompanhar a mudança de comportamento e entregar o que o mundo pede.

Levando em consideração que os seres humanos precisam criar empatia para se identificar e passar a gostar mesmo de algo, é natural que isso não aconteça assim, logo no “primeiro encontro”. Quando você é apresentado à uma pessoa, você demora pelo menos algumas horas (as vezes dias ou meses) para pensar “caramba, eu gosto muito dela”, não é mesmo? E se você demora para reve-la, esta relação “esfria” e parece que tem que começar de novo! Por que então, com uma série seria diferente? Há diversos personagens e situações diferentes, interpretados para representar a vida dos seres humanos e suas complexidades. Não serão 20 ou 40 mins que farão você se apaixonar por alguém, certo? Pensando por este lado, imaginem a quantidade de séries que foram “jogadas no lixo”, porque o episódio piloto da TV não teve a mínima audiência esperada?

E se quisermos ir um pouco mais longe nesta discussão, você já parou pra analisar o quanto o Netflix consegue monitorar, em tempo real, a reação do seu público em relação a um programa? Quantas menções você não vê na sua timeline quando há alguma série nova (e boa) disponível pra assistir e fica, no mínimo, curioso pra saber do que se trata também? O ‘boca a boca’ do Netflix é algo grandioso e – com certeza – um dos maiores trunfos que eles têm.

Imagem: divulgação Netflix

Imagem: divulgação Netflix

Como podem observar, nem mesmo o icônico Mad Man fez tanto sucesso logo no primeiro episódio.  Nas palavras de Ted Sarandos, chefe de conteúdo da Netflix, Given the precious nature of primetime slots on traditional TV, a series pilot is arguably the most important point in the life of the show. However, in our research of more than 20 shows across 16 markets, we found that no one was ever hooked on the pilot. This gives us confidence that giving our members all episodes at once is more aligned with how fans are made.” 

Em resumo: a Netflix entende que seu público é feito de pessoas – não apenas números. Entende que, se você é um louco e quer assistir 13 episódios de uma vez, tudo bem, você pode. Se você é adulto mas adora desenho, não tem problema, você pode assistir. Eles não te classificam por estereótipos, gênero, idade, classe social. Eles não determinam quem vocês são, mas sim o que vocês gostam – e entregam isso pra você.

Pra mim, é uma das estratégias que merecem ser observadas de perto. Uma aula de análise, estudo, comportamento e inovação pra qualquer planner, ou profissional de comunicação. Concordam?

Fonte das informações: Fast Company

NEWSLETTER:

Cadastre-se em nossa newsletter e receba nosso email mensal com curadoria exclusiva de conteúdo, descontos para eventos e cursos, convites exclusivos para encontros e muito mais!

Author

Karen Oliveira

Consultora de Planejamento Digital na TopperMinds, fascinada por comportamento humano, viagens e música. Curadora e coordenadora dos cursos da Media Education.


Linkedin Facebook Twitter Instagram
Comentários: