Planejamento é uma profissão relativamente nova dentro das agências de publicidade, que surgiu devido a uma demanda crescente no mercado. Basicamente, os clientes estavam sentindo falta de um olhar mais estratégico para aplicar todas aquelas ideias às campanhas, alguém que conseguisse ir além dos resultados gerados nas pesquisas, que trouxesse diferentes pontos de vista, embasamento histórico e tudo mais. Foi daí que surgiu o planejador.

Sabe quando aquele seu parente super sério começa a fazer piadas ~da galera~ tentando se enturmar com você na festa de família? Ele acaba usando termos que você nunca ouviu falar, nada sai com naturalidade, as ideias não combinam com ele e, convenhamos, nem com você que está ouvindo? É mais ou menos essa sensação que o cliente se sente quando sua marca é super amorosa nas redes sociais e extremamente fria no ponto de venda.

Deixe de lado os fantasmas e peças conceito que nunca poderiam de fato rolar na vida real. Também não é sobre ter virais, grandes plataformas de user generated content, webséries, ações para ongs defendendo alguma causa ou qualquer outro formato ou cliente específico. O que vamos falar aqui é de uma necessidade que até o Google já reconheceu e que o Brasil ainda tem muito que avançar. Precisamos conversar sobre o valor de projetos paralelos para o mercado criativo.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/mediae15/public_html/blog/wp-content/plugins/easy-social-share-buttons3/lib/modules/social-profiles/essb-social-profiles-helper.php on line 20

Send this to a friend