050

Qual é o nosso real papel na comunicação daqui para frente?

Ainda estou tentando absorver tudo que foi o Planner Summit. Infelizmente, por conta de estar organizando o evento, não consegui assisti-lo na íntegra. Mas tive a chance de ouvir trechos, conversar com quase todos os palestrantes e outras pessoas pelos corredores.

Foi intenso e foi uma oportunidade única de ouvir diferentes vozes falando sobre o passado, presente e o futuro da comunicação e das pessoas. Foi um lembrete nada sútil que precisamos mudar. Foi um lembrete para a minha pessoa, para a sua e para todas as outras.

Eu vivo de comunicação e publicidade. De certa forma entendo que sou responsável por ajudar a formar opinião, trazer conhecimento e sutilmente moldar um pouco a carreira de milhares de pessoas por ano. Isso é uma enorme responsabilidade (que demorei anos para entender, sinceramente).

Hoje eu compreendo que tenho um papel importante daqui para frente: trazer discussões relevantes para nosso mercado evoluir e para as pessoas que fazem parte dele também entenderem que são sim parte importante desta mudança.

Também entendo que não sou eu que mereço voz. Eu compreendo humildemente que posso usar meu espaço, meu protagonismo, meus privilégios para trazer voz para quem precisa.

Planner Summit 2017

Quando você lê esse trecho de uma mensagem “Gostaria de parabenizar todas as pessoas que nos proporcionaram esse evento maravilhoso e dizer muito obrigada à Gabi, que montou essa grade maravilhosa e super necessária para o momento. Eu sou negra, mulher e moro e trabalho em Sorocaba, no interior do estado, e toda vez que vou a este evento eu renovo minhas energias e minha fé nessa profissão que por aqui é muito pouco valorizada e está a anos luz de ser engajada socialmente, diversa ou igualitária entre os gêneros. Muitas das palestras me tocaram de uma forma muito pessoal e me fizeram refletir sobre muitos aspectos sobre minha carreira e vida” você entende que está fazendo algo certo. Que você é mesmo parte da mudança, mas que precisa entender qual é seu papel.

Por isso eu te pergunto: qual o seu papel nesta mudança?

Talvez você não possa falar como é ser gay, ou trans, ou mulher, ou negro, mas talvez você possa ajudá-los de várias outras formas, como por exemplo:

  • Convida-los para um papo dentro da sua agência e mostrar que acima de tudo são pessoas e merecem respeito
  • Olhar com mais carinho os CVs na hora de contratar e sair do padrão de contratação
  • Montar uma grade de evento/cursos mais diversificada
  • Remunerar todo mundo de forma justa dentro do mesmo nível hierárquico
  • Apoiar projetos bacanas como o Casa1 ou outros que você acredite. E não necessariamente apoiar financeiramente, pode ser com inteligência e mão de obra também
  • Para de fazer brincadeiras com conotações negativas e que ferem os sentimentos dos outros
  • Perguntar mais, mesmo que você ache que está certo (podemos estar enganados)
  • Ter menos certezas absolutas e estereotipadas na sua cabeça

Cada uma destas atitudes é uma forma sútil de fazer a diferença. Eu não sou negro, gay, pobre, mas posso ajudar sem ser protagonista. Cada um de nós pode fazer a diferença daqui para a frente, tanto como profissional quanto como pessoa. Estamos todos no mesmo barco tentando entender tudo o que está acontecendo e acompanhar o mundo, que está mudando rapidamente. Que bom! É nosso papel ouvir, ler, respeitar e conversar para ter empresas mais humanas e campanhas mais inclusivas e representativas.

Não tenha medo. Eu não tenho dúvidas que você tem bons amigos que te ajudarão a compreender as mudanças, que te apoiarão se você tiver um projeto bacana, que estarão ao seu lado para tirar eventuais duvidas. Não ache que apenas os chefes, CEOs, grandes companhias tem obrigação de mudar. Todos nós temos. Empresas são feitas de pessoas. Todos nós somos agentes de mudança. Demoramos para perceber isso, mas agora é a hora de fazer a diferença. É nossa hora de entender qual é o nosso papel. Estamos todos (re)aprendendo.

E se você tem duvidas, nós criamos este material complementar com muitas informações e links para ajudar a entender um pouco mais sobre diversidade e mudanças. Bom estudo!

NEWSLETTER:

Cadastre-se em nossa newsletter e receba nosso email mensal com curadoria exclusiva de conteúdo, descontos para eventos e cursos, convites exclusivos para encontros e muito mais!

Author

Alexandre Formagio

Experience Director da Media Education, viajante (praticamente) profissional, sonhador, techno lover e criativo nas horas mais inusitadas da vida!


Linkedin Facebook Twitter Instagram
Comentários:

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/mediae15/public_html/blog/wp-content/plugins/easy-social-share-buttons3/lib/modules/social-profiles/essb-social-profiles-helper.php on line 20

Send this to a friend